segunda-feira, 19 de julho de 2010

17 julho

A utilidade de "sonhar que estamos usando"

“Aceitamos completamente o fracasso em todas as nossas tentativas de parar de usarmos de usar controladamente?”
Texto Básico - p.20

O quarto está escuro. Sua testa está banhada em suor frio. Seu coração está acelerado. Você abre os olhos, certo de que acabou de perder seu tempo limpo. Você sonhou “que estava usando” e foi como se realmente acontecido - as pessoas, os lugares, a rotina, a sensação horrível no estômago, tudo. Leva alguns momentos para perceber que foi apenas um pesadelo, que não aconteceu de verdade. Devagar você se acalma e volta a dormir.
Na manhã seguinte é o momento de examinar o que ocorreu na noite anterior. Você não usou na noite passada - mas quão perto você está de usar hoje. Você tem alguma ilusão sobre sua capacidade de controlar o uso? Você sabe, sem dúvida, o que aconteceria se você usasse aquela primeira droga? O que o impede de recair? Seu programa está forte? E os relacionamentos com seu padrinho/madrinha, seu grupo de escolha e seu Poder Superior?
Sonhar que estamos usando não significa necessariamente uma falha em nosso programa; para um adicto, não há nada mais natural do que sonhar em usar drogas. Alguns de nós acreditam que sonhar que estamos usando é um presente de nosso Poder Superior, intensamente nos lembrando o quanto é insana nossa adicção ativa e nos encorajando a fortalecer nossa recuperação. Visto por este ângulo, podemos nos sentir gratos por nossos sonhos em que estamos usando. Aterrorizantes como são, podem provar serem uma grande benção - se os usarmos para fortalecer nossa recuperação.

 
Só por hoje:Eu examinarei meu programa pessoal. Falarei com meu padrinho/madrinha sobre o que percebo e procurarei maneiras de fortalecer minha recuperação."

Nenhum comentário:

Postar um comentário