terça-feira, 30 de outubro de 2012

Meditação do Dia Terça, 30 de Outubro de 2012


Meditação do Dia

Terça, 30 de Outubro de 2012


Coragem
"A nossa fé, recém-descoberta, funciona como uma base firme para termos coragem no futuro." Texto Básico, p. 107

Em Narcóticos Anónimos não há lugar para pieguices! Enfrentar a vida como ela é, sem usar drogas, nem sempre é fácil. A recuperação requer mais do que esforço - requer uma grande dose de coragem. Mas afinal o que é a coragem? Uma rápida olhadela ao dicionário irá elucidar-nos. Temos coragem quando, em vez de fugirmos, enfrentamos e lidamos com qualquer coisa que julguemos ser difícil, perigoso ou doloroso. Coragem significa ser-se forte, ter-se um propósito, ter-se um espírito. Então o que é na realidade coragem? Coragem é uma atitude, uma atitude de perseverança. É disto que um adicto em recuperação realmente precisa - perseverança. Assumimos o compromisso de trabalhar o nosso programa, de não usar, aconteça o que acontecer. Um adicto corajoso é aquele que não usa, um dia de cada vez, não importa o que aconteça. E o que é que nos dá coragem? Uma relação com o Poder Superior dá-nos a força e a coragem para nos mantermos limpos. Sabemos que, enquanto estivermos nos cuidados de Deus, teremos o poder de que precisamos para enfrentar a vida tal como ela é.

Só por hoje: Tenho um Poder Superior que cuida de mim, aconteça o que acontecer. Sabendo isso, vou esforçar-me por ter hoje uma atitude de coragem.       

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Meditação do Dia QUARTA, 24 DE OUTUBRO DE 2012


Meditação do Dia

QUARTA, 24 DE OUTUBRO DE 2012


Responsabilidade 
"Não somos responsáveis pela nossa doença, mas apenas pela nossa recuperação. À medida que começamos a aplicar aquilo que aprendemos, as nossas vidas começam a mudar para melhor." Texto Básico, p. 102
Quanto mais avançamos na nossa recuperação, menos evitamos a responsabilidade por nós próprios e pelas nossas acções. Ao aplicarmos os princípios do programa de Narcóticos Anónimos, somos capazes de mudar as nossas vidas. A nossa existência ganha um novo sentido ao aceitarmos a responsabilidade e a liberdade de escolha que ela implica. Não tomamos a recuperação por garantida. Tomamos responsabilidade pela nossa recuperação ao trabalharmos os Doze Passos com um padrinho ou madrinha. Vamos a reuniões com regularidade e partilhamos com o recém-chegado aquilo que nos foi livremente dado: a dádiva de recuperação. Envolvemo-nos com o nosso grupo-base e aceitamos a nossa responsabilidade em partilhar a recuperação com o adicto que ainda sofre. À medida que aprendemos a praticar estes princípios espirituais de uma forma eficaz, em todas as áreas das nossas vidas, a qualidade das nossas vidas melhora.

Só por hoje: Ao utilizar os instrumentos espirituais que obtive em recuperação, estou disposto a, e capaz de, fazer escolhas responsáveis.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Meu dia é assim.

Bom dia gente hoje mostro a mais um amigo meu blog, um serviço que faço de coração para que nunca uma pessoas fique sem uma palavra de conforto e fique sozinho

Pois esse mundo todos estão para nos destruir e nunca nos ajudar.



SOU WAGNER FELIPE RIBEIRO. e sou mais um guerreiro sobrevivendo a esse mundo cão que nos da a vida e dependendo da nossa opção também a morte.

Só por hoje.


Eu me abraço a vocês e uno o meu coração aos seusm para que juntos possamos fazer tudo aquilo que SOZINHO EU NÃO CONSIGO.

Meditação do Dia TERÇA, 23 DE OUTUBRO DE 2012


Meditação do Dia

TERÇA, 23 DE OUTUBRO DE 2012




Rendição
"Quando deixamos de tentar controlar; tomamo-nos muito mais fortes." Texto Básico, p. 51 
Quando andávamos a usar, fazíamos tudo o que podíamos para as coisas correrem à nossa maneira. Usávamos todos os esquemas imagináveis para termos o nosso mundo sob controle. Quando tínhamos o que queríamos, sentíamo-nos poderosos e invencíveis; quando não tínhamos, sentíamo-nos vulneráveis e derrotados. Mas isso não nos fazia parar - só nos levava a esforçarmo-nos ainda mais para controlar e manipular as nossas vidas. Arranjar esquemas era a nossa forma de negar a nossa impotência. Enquanto nos distraíamos com os nossos planos, podíamos adiar a aceitação de que não tínhamos controle. Só aos poucos fomos compreendendo que as nossas vidas se tinham desgovernado e que toda a desonestidade e manipulação do mundo não iriam pôr as nossas vidas em ordem. Quando admitimos a nossa impotência, paramos de tentar controlar e fazer as coisas à nossa maneira - rendemo-nos. Dado que sozinhos não temos em nós a força suficiente, procuramos um Poder superior a nós mesmos; ao precisarmos de apoio e de orientação, pedimos a esse Poder que cuide da nossa vontade e das nossas vidas. Pedimos a outros adictos em recuperação que partilhem a sua experiência de vida com o programa de NA, em vez de tentarmos programar as nossas próprias vidas. O poder e a orientação que procuramos estão à nossa volta; precisamos apenas de nos virar para fora de nós próprios para os encontrarmos. 

Só por hoje: Não vou tentar arranjar esquemas, ou manipular as coisas à minha maneira, para conseguir governar a minha vida. Através do programa de NA vou render-me aos cuidados do meu Poder Superior.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Voltei com força total.

Tive dificuldades e com isso parei de postar: serviço, familia e brigas. só que meu PS colocou novamente em minha vida companheiros de boa vontade. Através de Faceboock ou até mesmo encontrando os na rua ou em uma lotação.

E isso que me da forçar para arrumar um tempo e continuar postando.

Só por hoje, deixarei de procrastinar e arrumar um tempo para me dedicar a ajudar os outros. 

SEGUNDA, 22 DE OUTUBRO DE 2012


Meditação do Dia

SEGUNDA, 22 DE OUTUBRO DE 2012



Olhem quem fala
"A nossa doença é tão manhosa que pode meter-nos em situações impossíveis." Texto Básico, p. 94 
Alguns de nós dizem, "A minha doença está a falar comigo." Outros dizem, "A minha cabeça não pára." Ainda outros referem-se ao "comité dentro da minha cabeça", ou a uma "vozinha que nos sussurra ao ouvido". Sejamos honestos! Sofremos de uma doença incurável que continua a afectar-nos, mesmo em recuperação. A nossa doença dá-nos informações deturpadas acerca do que se passa nas nossas vidas. Diz-nos para não olharmos para nós próprios porque o que iremos ver é demasiado assustador. Por vezes diz-nos que não somos responsáveis por nós próprios e pelas nossas acções; outras vezes, diz-nos que tudo o que está errado no mundo é por nossa culpa. A nossa doença engana-nos, conseguindo levar-nos a confiar nela. O programa de NA dá-nos outras vozes que contrariam a nossa adicção, vozes em que podemos confiar. Podemos telefonar ao nosso padrinho ou madrinha para nos ajudar a ver a realidade. Podemos ouvir a voz de um adicto a tentar ficar limpo. A solução básica é trabalhar os passos e receber a força de um Poder Superior. Isso irá ajudar-nos a atravessar aqueles momentos em que "a nossa doença nos fala".

Só por hoje: Vou ignorar a "voz" da minha adicção. Vou escutar a voz do meu programa e de um Poder superior a mim mesmo.

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Meditação do Dia QUARTA, 03 DE OUTUBRO DE 2012



Meditação do Dia

QUARTA, 03 DE OUTUBRO DE 2012


Perder a vontade própria
"Os nossos egos, antes tão grandes e dominadores, deixam-se agora ficar num segundo plano, pois estamos em harmonia com um Deus amantíssimo. Descobrimos que vivemos vidas mais ricas, mais felizes e mais plenas, quando abandonamos a vontade própria." Texto Básico, p. 117 
A adicção e a vontade própria andam de mãos dadas. O desgoverno que admitimos no Primeiro Passo resultou tanto da nossa vontade própria como do nosso abuso crónico de drogas. E hoje, viver de acordo com a nossa vontade própria pode tornar as nossas vidas tão desgovernadas como quando usávamos. Quando as nossas ideias, os nossos desejos, as nossas exigências, têm a primazia nas nossas vidas, vemo-nos em constante conflito com tudo e todos à nossa volta. A nossa vontade própria reflecte a nossa dependência do ego. A única coisa que nos libertará da nossa vontade própria, e do conflito que ela provoca nas nossas vidas, é quebrarmos a nossa dependência do ego, e dependermos antes da orientação e da força que nos é dada por um Deus amantíssimo. Somos ensinados a recorrer a princípios espirituais, e não aos nossos desejos egoístas, sempre que tomarmos decisões. Somos ensinados a procurar a orientação de um Poder Superior, que tem uma visão mais alargada das coisas do que nós. Ao fazermos isso, descobrimos que as nossas vidas se adaptam mais facilmente à realidade à nossa volta. Não mais nos excluímos do fluxo da vida; tornamo-nos parte dela e descobrimos a quantidade de coisas que a recuperação tem para dar. 

Só por hoje: Procuro libertar-me do ego e dos conflitos causados pela vontade própria. Vou esforçar-me por melhorar o meu contacto consciente com o Deus da minha concepção, procurando a orientação e a força de que preciso para viver em harmonia com o meu mundo.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Meditação do Dia TERÇA, 02 DE OUTUBRO DE 2012



Meditação do Dia

TERÇA, 02 DE OUTUBRO DE 2012


Manter a fé
"Agarramo-nos à força ilimitada que nos traz a oração diária e a entrega, e rendemo-nos enquanto tivermos fé e a renovarmos." Texto Básico, p. 52 
A recuperação tem duas fases: ficarmos limpos, e mantermo-nos limpos. Ficarmos limpos é relativamente fácil, pois só temos que fazê-lo uma vez. Mantermo-nos limpos é mais difícil, exigindo a nossa atenção todos os dias. E, no entanto, o poder de ambas emana da fé. Ficámos limpos pela fé. Admitimos que a adicção era mais poderosa do que nós, e parámos de tentar lutar sozinhos contra ela. Entregámos a batalha a um Poder superior a nós mesmos, e com a ajuda desse Poder Superior deixámos as drogas. Mantemo-nos limpos, cada dia, da mesma forma: pela fé. Só por hoje, rendemo-nos. A vida pode ser demasiado complexa para a enfrentarmos sozinhos. Quando é assim, procuramos um Poder superior a nós mesmos. Rezamos, pedindo ao nosso Poder Superior que nos dê orientação e força para segui-la. Ao exercitarmos e renovarmos a nossa fé diariamente, adquirimos as energias necessárias para viver vidas limpas e preenchidas. Existem forças ilimitadas ao nosso dispor, sempre que precisemos. Para isso basta-nos manter a nossa fé no Poder Superior que nos pôs e nos mantém limpos.

Só por hoje: Foi com a fé que fiquei limpo, e é com a fé que me mantenho limpo. Hoje vou manter a fé no meu Poder Superior. Vou renovar a minha entrega e rezar por conhecimento e força.