quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Meditação do Dia QUARTA, 14 DE NOVEMBRO DE 2012


Meditação do Dia

QUARTA, 14 DE NOVEMBRO DE 2012




Não se trata só de sobreviver 
"Quando usávamos drogas as nossas vidas tinham-se tomado um exercício de sobrevivência." Texto Básico, p. 59 
"Mais valia morrer!" é um refrão familiar para um adicto a usar, e com boas razões. Tudo o que víamos pela frente era a mesma existência miserável. O que nos prendia à vida era, no mínimo, ténue. A nossa degradação emocional, a falta de vida espiritual, e a esmagadora sensação de que nada iria mudar, eram constantes. Tínhamos pouca esperança e não tínhamos um conceito da vida que andávamos a perder. A ressurreição das nossas emoções, dos nossos espíritos e da nossa saúde física leva tempo. Quanto mais experiência ganhamos de viver, em vez de meramente existir, melhor compreendemos quão preciosa e deliciosa a vida pode ser. Viajar, brincar com uma criança pequena, fazer amor, alargar o nosso horizonte intelectual e formar relações, estão entre as actividades sem fim que significam "Estou vivo." Descobrimos tanta coisa de que gostamos e sentimo-nos gratos por haver uma segunda oportunidade. Se tivéssemos morrido na adicção activa, teríamos sido cruelmente privados de tantos encantos da vida. Cada dia agradecemos a um Poder superior a nós mesmos por mais um dia limpo e por mais um dia de vida.

Só por hoje: Estou grato por estar vivo. Vou fazer qualquer coisa, hoje, para celebrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário